Enquanto a Prefeita de Roma se preocupa com fantoche de Greta Thunberg 'enforcado' em viaduto de Roma, a cidade continua mergulhada em lixo

Roma, capital e maior cidade da Itália, enfrenta há anos problemas na coleta de lixo, com resíduos tomando conta de ruas e calçadas por todo o município.

Enquanto a Prefeita de Roma se preocupa com fantoche de Greta Thunberg 'enforcado' em viaduto de Roma, a cidade continua mergulhada em lixo

A prefeita de Roma, Virginia Raggi, se mostrou escandalizada com um fantoche representando Greta Thunberg, aquela adolescente manipulada por George Soros para fazer "greves" de estudantes à favor do clima, "enforcado" em um viaduto de Roma.

Greve de estudante já é uma coisa ridícula, afinal, quem sai prejudicado são apenas êles mesmos, que depois terão que repôr as aulas perdidas. E a "favor do clima" é de chorar de rir. Qualquer cientista razoavelmente informado sabe que podemos interferir no meio ambiente localmente. Misturar isso com clima global, aquecimento global antropogênico, é apenas mentir descaradamente. O ser humano não tem como interferir num suposto clima global, onde temperaturas também supostamente globais existam.

Enquanto isso, Roma está mais uma vêz enfrentando um problema que se tornou rotineiro: o acúmulo de lixo pela cidade, com um terrível mau cheiro que se espalha por todos os lados, infestações de ratos, baratas e outros insetos. A cidade é uma verdadeira lixeira gigantesca à céu aberto, e não é de agora.


A população de Roma cobra que a prefeita se preocupe com a própria cidade, em vêz de ficar a divulgar bobagens infantis, a exemplo desse boneco dependurado em viaduto.

Parece que se tornou mote na Europa varrer para debaixo do tapete os graves problemas que enfrentam localmente e a evidente incapacidade de seus governantes de resolverem essas questões. Para isso usam o mêdo das pessoas desviando a atenção das pessoas simples para inexistentes catástrofes globais.

Haja vista o presidente da França com sua obsessão com um inexistente pulmão do mundo e queimadas na Amazônia.  A França tem lá seus coletes amarelos, o islâ dominando tudo, atentados horrorosos. Problemas muito sérios para ficar olhando para o quintal do vizinho e colocando reparos.