Lula e Paris, tudo a ver

A cidade de Paris decidiu nesta quinta-feira (3) conceder cidadania honorária ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018 por corrupção e lavagem de dinheiro.

Lula e Paris, tudo a ver

A decadente cidade de Paris decidiu nesta quinta-feira (3) conceder cidadania honorária ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018 por corrupção e lavagem de dinheiro.

Coincidentemente isso ocorre uma semana após outra criminosa visitar a cidade, a terrorista Dilma, especialista em denegrir o Brasil. Dífícil é entender como essa safada ainda está solta ao empreender insistentemente contra a imagem do país no exterior.

Mas nada mais coerente. A cidade quase muçulmana (3,5 milhões de muçulmanos, correspondendo a cerca de 6% da população francesa) Paris, ex-cidade luz agora escurecida pelos caminhos que resolveu seguir, capital de um País comandado por um anão político e que é o destino final da escória socialista mais abjeta, homenageia um dos maiores criminosos do planeta em todos os tempos, condenado, encarcerado e ainda esperando para responder vários outros processos.

Se merecem.