Forças Armadas expõem tecnologia de ponta

Além de conhecer equipamentos das forças, público também pode participar de experiência em simulador

Forças Armadas expõem tecnologia de ponta
Equipamentos do Exército

Exército marca presença na 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em Brasília com veículos blindados, radares de vigilância e material usado para construção de estradas e pontes. Estão em exibição instrumentos de telecomunicações, mapeamento e desenvolvimento de sistemas informatizados.

Estudante de Brasília Samuel di Lucca / Imagem: TV Brasil

Samuel di Lucca tem 17 anos e quando completar 18 anos quer ingressar no Exército. Por isso ele foi ao estande conhecer de perto os equipamentos em exposição e entrou em um tanque de guerra. “Deu pra ver como é dentro de um tanque, a comunicação, como é pra entrar, e a tecnologia que tem lá dentro. Valeu muito porque não é todo dia que a gente pode conhecer”, relatou.

O major Messina, do Exército, conta que todo a aparato trazido pelos militares para a exposição tem atraído o público jovem. “O objetivo do Exército sempre foi aproximar a população do conhecimento científico e tecnológico, mas o foco sempre foi a juventude. As crianças são as mais atraídas junto com os jovens que vêm conhecer quais as possibilidades de profissionalismo dentro do Exército nessa área de ciência, tecnologia e engenharia”, disse o major.

Alunos de colégios militares de todo o Brasil apresentam projetos científicos desenvolvidos por eles no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, onde ocorrem as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em Brasília. Os visitantes poderão, ainda, conhecer as formas de ingresso no Exército e no Colégio Militar de Brasília e esclarecer dúvidas sobre as missões do Exército.

 Marinha na Semana de Ciência e Tecnologia

Quando se fala em Marinha logo pensamos em navios e mar, mas quem for à exposição Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, vai encontrar um simulador de voos de paraquedas com óculos de realidade virtual que atraiu estudantes de todas as idades.

Para quem estranhou encontrar o equipamento por lá, o comandante Deus e Melo, do Centro Tecnológico da Marinha do Rio de Janeiro, explicou que a Marinha também tem atividades que envolvem o paraquedismo, uma vez que tem a força naval, aeronaval e de fuzileiros navais. “Desenvolvemos esse simulador de paraquedas que serve tanto para o meio militar quanto civil. É uma maneira de treinar o aluno a manobrar com o paraquedas. Assim a gente diminui o número de saltos reais e também diminui o risco para o aluno”, afirmou o comandante.

Estudante Eduardo Silva / Imagem: TV Brasil

O pequeno Eduardo Silva, de 10 anos, estudante da Escola Classe 116 de Santa Maria, no Distrito Federal, fez um “voo de paraquedas” no simulador e contou a experiência. “Parecia que eu estava pulando e andando de paraquedas realmente. Vi montanhas, uma quadra de basquete, uma de futebol e uma cidade”.

O simulador de paraquedas é apenas uma das atrações que a Marinha levou para a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que começou nessa segunda-feira (21) e segue até o próximo domingo (27). Na exposição também há equipamentos e maquetes com réplicas de submarinos. A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia tem atividades em todo o país para motivar crianças e jovens para a prática científica. Esse ano o tema é Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável. A semana vai reunir mais de 5 mil atividades em 23 estados e no Distrito Federal.