Comissão de Educação da Câmara Federal concede a seus próprios integrantes da esquerda prêmio criado por êles mesmos

A esquerda perdeu as eleições mas não desiste nunca de suas pautas esdrúxulas e mequetrefes que seriam risíveis não fossem as tentativas insanas dessa gangue que não tem a menor vergonha na cara.

Comissão de Educação da Câmara Federal concede a seus próprios integrantes da esquerda prêmio criado por êles mesmos

Passou meio despercebida mais uma das ridículas ações da esquerda brasileira, provavelmente tão ridícula quanto as que vem perpretando contra um Governo que foi legitimamente eleito, inclusive com o enfrentamento do uso das fraudáveis urnas produzidas pela criminosa e condenada Diebold. 

No dia 29 de outubro desse ano, a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados fêz uma cerimônia de outorga do prêmio Darcy Ribeiro de Educação (*nota no final).

Vou deixar para falar de Darcy Ribeiro no futuro. Quero me deter em quem indicou e para quem foi concedido o tal prêmio.

Um dos agraciados com o prêmio, que eu particularmente rejeitaria, foi o desconhecido FÓRUM NACIONAL POPULAR DE EDUCAÇÃO (FNPE).

Os autores da indicação foram os deputados Waldenor Pereira (PT/BA), Professora Rosa Neide (PT/MT), Natália Bonavides (PT/RN), Pedro Uczai (PT/SC), Reginaldo Lopes PT/MG, Rejane Dias (PT/PI), Zeca Dirceu (PT/PR), Rogério Correia (PT/MG), Alencar Santana Braga (PT/SP), José Guimarães (PT/CE), José Ricardo (PT/AM), Margarida Salomão (PT/MG), Maria do Rosário (PT/RS), Marília Arraes (PT/PE) e Patrus Ananias (PT/MG).

Perceberam ? Só petistas. Mas isso não é tudo. Vejam essa imagem:

Esse ato foi em 03 de outubro de 2019. Os participantes e patrocinadores são os mesmos deputados e a tal FNPE, que 26 dias depois foi indicada para o prêmio laugh.

Está claro e evidente que tudo foi planejado de antemão. O Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE) é uma reunião de vários sindicatos classistas e tem até um coordenador que é da CUT.

Dentre as entidades que participam ou compõe o FNPE,  estão representantes de "soviets" que nem com a maior boa vontade dá para entender porque participam desse fórum. Entre êles tem a ABGLT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LÉSBICAS, GAYS, BISSEXUAIS, TRAVESTIS E TRANSEXUAIS, a CTB – CENTRAL DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL, a já citada CUT – CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES, o MNU – MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO e o MST – MOVIMENTO DOS SEM TERRA além da UBES – UNIÃO BRASILEIRA DOS ESTUDANTES SECUNDARISTAS e da UNE – UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES.

Nada disso teria importancia não fosse a discussão que está ocorrendo hoje, dia 04 de Novembro de 2019 na já referida Comissão de Educação. Estão boa parte dessa esculhama discutindo sobre o projeto do Governo Federal, o Future-se, e a tendencia é de rejeição ou modificações profundas alterando os reais objetivos do projeto.

Voltamos aqui ao mesmo ponto de sempre: a esquerda estêve no poder nos últimos 35 anos e levou os índices da educação brasileira para o abismo. E agora que surge uma alternativa factível, real, bem pensada e estruturada, estão novamente conspirando contra o País.

Vamos permitir que esses VAGABUNDOS continuem a determinar como deve ser o ENSINO (educação quem dá são os pais, a família) no Brasil ?

O Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, instituído por socialistas em 1998 e regulamentado em 2000, consiste na concessão de diploma de menção honrosa e outorga de medalha com a efígie do homenageado a três pessoas e/ou entidades, de preferência do mesmo naipe dos criadores do prêmio, ou seja, socialistas, cujos trabalhos ou ações, independente de terem relevância, eficácia comprovada ou aplicação útil, mereceram especial destaque na defesa e promoção da Educação no Brasil, na concepção dessa trupe que acabou com a educação no País.