Breitbart: Cristãos sírios pegam em armas contra invasão turca

O serviço de notícias curdo Rudaw informou na terça-feira que os cristãos sírios que vivem perto da fronteira com a Turquia estão pegando em armas para proteger suas aldeias da invasãso das forças turcas e seus aliados sírios.

Breitbart: Cristãos sírios pegam em armas contra invasão turca
DELIL SOULEIMAN/AFP/Getty Images

O relatório de Rudaw concentrou-se em uma mulher chamada Madelin, uma mãe cristã de três filhos da Assíria, que se juntou ao Conselho Militar Siríaco (conhecido pela sigla MFS), uma milícia cristã alinhada às Forças Democráticas Sírias (SDF), lideradas pelo curdo.

"Nós, assírios, somos 17.000 pessoas espalhadas pela região de Jazira, no nordeste da Síria", explicou Madelin.

“Nossas aldeias eram o paraíso na terra. Antes do ISIS chegar à região, outros grupos com nomes diferentes atacaram nossa região. Depois que a situação se acalmou, estávamos vivendo em paz. A vida era de alguma forma boa. Agora, a Turquia está chegando e repetindo a mesma história. Eles querem devolver a bagunça e os conflitos ao nordeste da Síria ”, disse ela.

Rudaw citou uma declaração da MFS que disse que o grupo enviou forças para proteger oito aldeias, onde a situação se tornou "calma" após bombardeios mortais no domingo por forças apoiadas pela Turquia.

A Agência Internacional de Notícias da Assíria (AINA) observou na segunda-feira que "alguns cristãos" foram "maltratados pelos curdos", mas disseram que estão "unidos em sua oposição à entrada da Turquia na área".

O MFS expressou apoio a um cessar-fogo na área para proteger os residentes de “outras distrações e atrocidades” e pediu apoio da comunidade internacional.

"Houve preocupações em aldeias cristãs sobre possíveis atrocidades de combatentes apoiados pela Turquia, que incluem ex-jihadistas", informou a AINA.

As forças do MFS foram destacadas durante incursões turcas anteriores. O grupo recebeu apoio e equipamento dos EUA para combater o Estado Islâmico.